Seguidores

sexta-feira, 18 de maio de 2012

MUITAS SAUDADES DE TODOS VCS.
Saudade é uma porta que abre e se tentamos fechar cria-se uma fenda e fica ali, aumentando, alimentando, doendo, sangrando e só para qdo vc volta e dar um abraço, desde que abraçamos a alma, a acariciamos todos os sentimentos que estavam prestes a explodir de dor, pela ausência, pelo medo, e pela impossibilidade.

Queridos amigos, faz tempo que não venho aqui, por falta de tempo, tenho outras prioridades, tbem, e que infelizmente muitas vezes não consigo conciliar as duas coisas, mas, sempre volto como agora, eu sei que vez por outra tenho que deixar meus bloggers que tanto amo, um pouco de lado, desta vez foi muito tempo, mais eis-me aqui outra vez, cansada, pois o semestre foi peado, enquanto isso outra vez sumiu todas as poesias e comentários, só posso lamentar e resgatarei algumas, começarei com uma que fiz há anos, e a quem dedico todo carinho do mundo, não importa o que faça, não importa o que diga, não importa o que pense, eu continuo a mesma, só lamento que coisas deste tipo aconteçam e não possamos saber quem e como fizeram, pura maldade, não sei dizer, talvez algum tipo de doença silenciosa, desta que nunca aceita-se.
Mas, garanto a todos que estou de volta, se sumir outra vez perdoem-me, mas, sempre é pq tem coisas que não podem ser deixada pra depois.
Reafirmo meu amor e carinho a todos vcs. E dedico esta poesia todos como forma de carinho, amizade e muitas saudades.
Ela foi escrita há muito tempo, MS, hoje acho que posso dedicar a todos que como eu, escrevem o que pensam e nada querem além de amizade, carinho e que continuemos como sempre, em busca de nós, e ao mesmo tempo em nós, assim, como era o inicio, como deve ser hoje e o que espero pro amanha.
Beijos queridos amigos, amigos conquistados, amigos que se descobrem, amigos que escolhemos.
Como queria justificar pra todos minha ausência estou escrevendo coletivo e tentarei colocar no blog de cada um antes de postar mais alguns poemas, retirados das minhas agendas, guardanapos etc. desejo que todos entendam e perdoem-me a ausência.
Estarei aqui por muito tempo, vcs ainda vão enjoar de mim.
Beijos, abraços e muitas saudadas de todos vcs.
Quem retirou minhas poesias não sei, é a segunda vez.

Nina Pilar
como é bom estar de volta!

5 comentários:

Sandra Subtil disse...

Bem vinda! A vida é complicada e o tempo por vezes falha-nos. Quem gosta voltará.
beijo

нєllєи Cαяoliиє disse...

Eita Nina!
Saudade é uma coisa pequena comparada a falta que senti de me encantar e aprender com teus escritoss!!
Voltei com o blog depois de quase um ano,mas não me esqueci daqui não rss
Espero que esteja tudo bem por esses lados daí ;)
Um beijo,e um lindo fds!

Anônimo disse...

Olá Nina.

Que bom te-la de volta...
O que acontece por aqui, se ainda não sabe, é que o blogger atualizou os layout em novas páginas, algumas interativas, e com isso, ouve um bug nos espaços. Zeraram-se não só os comentários, como também algumas postagens, fotos. Outros, como eu, perdeu o blogue todo.
É como se tudo reiniciasse do zero.

Minha querida, não tem como ninguém apagar comentários. Ou apagar postagens. Só vc mesma.
Ou a porcaria do google com essas mudanças todas.

Bom tê-la de volta doce Nina

José Quintanilha
(logo com meu blogue devolvido)

Nina Pilar disse...

Que lindo o teu poema, não é fácil entrar neste universo único, e tirar dele o seu perfume, sua alma e sua essência e transformar em um poema cheio da mais rica doçura da vida que são as crianças, as nossas maiores riqueza, os nossos melhores momentos... lindo poder olhar a beleza em seu estado mais puro.


Sandrinha querida, como posso transformar em palavras tanto carinho...
É verdade amiga a vida é cheia de coisinhas pequenas, que termina agigantando-se e sem perceber nos afastamos de tudo, e num piscar de olhos o tempo passou e já estou na primavera, e percebendo que estou há muito tempo longe das coisas que nos fazem felizes, que nos deixam alegres, que faz a alma ficar feliz, que faz os olhos brilhar, e o sorriso chegar... eu apenas quero a chuva e o verde, quero o sol e a água, quero a alegria de poder estar entre os que estão sempre perto, com seus sonhos, seus poemas, nos emprestando seus sonhos e suas esperanças...pois é assim que a vida chega qdo estamos entre os nossos pares, nossos amigos, entre o sonho deles e o nosso, onde nascem flores e espalham-se pétalas...beijo querida e obridaga pelo carinho depois de tanto tempo de ausência, amanha começarei a postar, não tenho nada no computador "ainda", mas, agendas e guardanapos cheios de tudo que os olhos vêem e a alma sente. Obrigada mais uma vez pelo carinho e seja sempre bem vinda, muitos carinhos, beijo e abraços primaveris cheios de pingos de chuva... Ainda fria mais o ar esta fresco como as brisas que brotam das colinas.... trazendo o perfume da terra e das flores.
Beijo sempre carinhoso
Nina

Nina Pilar disse...

Ah! Hellen que delicia de abraço, de aconchego, de demonstração de carinho, fico-lhe grata e feliz, sinta-se como eu estou sentindo-me amada, acarinhada, e feliz...
Como é bom estar de volta!
Pra descansar dentro dos meus sonhos, sonho com voltas, gosto do azul, e encanta-se o azul cobalto, pra descansar na varanda uma rede branca com rendas longas tecidas a moda antiga, um livro chamado Tristessa, porque o amor completa tudo, e o amor dos amigos, parodiando a Ana, que ousadia a minha, pra dizer o quanto é bom estar aqui, e sentir o carinho de todos, fui outra vez “assaltada” meu blog, acho que gostam ou não do que escrevo, só consegui resgatar uma, mas, é assim, nada vai tirar o brilho desde teu carinho e a minha alegria desta volta tão esperada e pensada, nada vai abalar o meu sorriso, nada vai tirar o brilho que carrego nos olhos, amanha vou postar, não tive tempo de passar pro computador, mas, tenho varias agendas cheia de muitas coisas que quem sabe alguma deve valer à pena postar... obrigada Helen pela delicia de me saber querida, assim tbem és pra mim amiga, um lindo final de semana e ate segunda eu vou ter colocado alguns escritos nos blogs, e seja sempre bem vinda minha linda, beijo sempre carinho, neste inicio de primavera que a natureza agradece, apesar da chuva, tudo verde, renascendo, assim como nós, renascemos todos os dias, ao despertar e sorrir pra vida, e outra vez abraçá-la....
Beijo carinhoso

Nina

Contador de visitas online

free web counter

Quem sou eu

Minha foto
Brasília, DF, Brazil
Quem sou não sei, quem poderá saber quem é afinal somos apenas imagens captadas como em um fleche, abre-se uma janela escurece uma sala e de lá saímos nós, imagem e semelhança única, digital única célula, particular, como posso saber quem sou se não tenho resposta nem pra o agora, se sou fúria, quando os ventos bradam com suavidade e quero suavidade quando encontro fúria, sou doçura quando o lago reflete minha imagem em sua imagem convexa empírico espelho esférico dos mares das minhas eternas reflexões, refletidas em uma parede invertida, em um espaço azul infinito nas profundezas das águas, e em suas paredes dispostas num paralelismo encontro o perfeito reflexo da imperfeita imagem, em busca da perfeita, busca o olho que nada vê além do que pensa, e no anseio da vida um beijo, a morte anda sempre tão próximos e nós cheios de espasmos no supremo prazer a gloria entre a vida e a morte um eterno duelo que desumaniza os homens, eternizando a dor e a alegria que fundem-se e estremecem quando toca-se quase sem perceber que são uma linha tênue da rosa negra que brota do chão de cimento.

Pulando nossos abismos...

o primeiro selinho a gente nunca esquece, recebi da Marlene, gentil, amiga e companheira...

o primeiro selinho a gente nunca esquece, recebi da Marlene, gentil, amiga e companheira...
Seus globoespaços Momentos Fragmentados DIÁRIO FEMININO... Fiquei realmente comovida com este gesto carinhoso amiga, vou guardá-lo com muito amor e carinho, como se fosse um talismã...

Será...

Será...
A sabedoria é uma abstração do passado, mas o passado é a promessa do futuro. (Oliver Wendell Holmes)

Traduza-me

Em todas as horas

relojes web gratis

Em outras terras...

Deixar-se ir pra um lugar inesperado

Arquivo do blog

Descortinando os Nossos Abismos...

Em outros mundos sempre nós encontramos...